Rota RGB 05

Rota RGB 05
Siga a Rota RGB 05

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Duas Vizinhas...

      Isso aconteceu no final da minha adolescência, mas lembro muito bem pelo inusitado da situação. Sempre me dei muito bem com as mulheres mesmo sendo bastante timido e talvez isso mesmo tenha me favoreciso, a timidez, teve seu lado bom.Vivia enlouquecendo com belas mulheres na rua até que um dia se mudaram para o lado de meu edificio duas meninas maravilhosas, uma loira e uma morena. Ao Vê-las pela primeira vez quase enlouqueci, pois meu quarto dava direto para a sala onde elas ficavam e um pedaço da pequena piscina, pois elas estavam vestido maiôs que realçavam suas curvas e brincavam entre sí, uma beijando a outra, a morena segurava os seios da loira que quase não cabiam em suas mão pelo tamanho,então ela chupava um e outro alternadamente, a loira extremamente excitada apenas jogava os cabelos para trás e gemia alto. Depois foi a vez da morena, a loira partiu para seus pequenos seios em forma de pera e chupou com a mesma intensidade. Depois deitaram-se na cama e começaram a chupar uma o sexo da outra,  então minhas vizinhas pegaram um penis de borracha com uma cabeça em cada extremidade e passaram a gemer, dessa vez juntas.Elas gozaram e acabaram dormindo abraçadas e eu acabei jorrando na parede do quarto. Dias depois isso se repetiu e foi se repetindo dia a dia, teve vezes em que levaram algum amigo para as transas e eu ali assistindo tudo de perto.
  Na realidade nunca tentei nada com elas porque além da timidez elas talvez nem me dessem bola pela minha idade, e confesso que tinha medo de ser pego em flagrante ao espioná-las.
  Tudo seguia naturalmente até que um dia que escutei-as falando que seria melhor a mudança pois a outra casa era melhor, seria o fim da minha diversão e nesse dia acabei pulando o pequeno muro para ver minhas musas mais de perto, a morena se deitou na cama e começou a se masturbar e eu começei a me excitar, mas de repente alguem me segurou, e levei um puta susto, era a loira que me pegou de surpresa e ordenou que eu entrasse na casa, chamou a morena e pediu que eu tirasse a roupa, começaram então a se beijar e a se chupar em minha frente e de perto era muito melhor, elas ficaram ali nuas em minha frente, dançando e me provocando, sentavam próximas a meu cacete quase sentando nele e se revezavam nisso, era praticamente uma tortura, elas beijavam meu cacete de uma forma que acabei gozando, a morena então colocou ele na boca e limpou tudo, então a chupação entre elas continuou e meu cacete começou a reagir(nada como ser adolescente), então a loira veio e sentou no meu cacete bem devagar e começou a rebolar, era uma delicia, a morena me ofereceu os seios para eu chupar, o cuzinho da loira era apertado e ela confessou que não costumava dar seu buraquinho, então foi a vez da morena que disse que queria sentir meu pau no cuzinho tambem, comi aquela rabão e gozei muito, quando ví o relógio já era noite e tive que voltar para casa. No final das contas elas não se mudaram e eu passei os melhores dias da minha vida com aquelas deusas. Que saudades daquela época.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Prazer com os Anfitriões

       Esse fato aconteceu comigo há alguns anos atrás mas resolvi contar. Fomos passar as férias em salvador em 97 e por coincidencia encontramos um velho amigo de infância, que acabou nos convidando para ficarmos em sua casa. Encerramos nossa conta no hotel e para lá fomos. A casa era enorme e frequentada por muitos parentes do casal amigo, além da dona da casa, tinha duas primas e uma coroa bem gostosa.Vale lembrar que a dona da casa e as primas tambem eram bem gostosas.Elas saiam de toalha dos banheiros e eram bastante liberais mas eu não sabia até que ponto.Numa manhã em que todos dormiam fui à cozinha e lá estava a dona da casa com uma camisolinha bem curta e uma calcinha enfiada naquele verdadeiro rabão, fiquei olhando sem conseguir disfarçar, e ao me aproximar da pia para pegar um copo ela empinou a bunda tocando meu pau já durissimo, acabei me desculpando e subi com o copo d'agua para o quarto, minha namorada que tambem era bem liberal me incentivou a ir em frente com a dona da casa para ver o que acontecia e fui.Minha Namorada me confidenciou queouviu certo dia uma das primas chegar no quarto e ao vê-la nossa anfitriã disse:que saudade desse bucetão, deixa eu chupar. Ficamos animadissimos com a possibilidade de transarmos com aquela gente toda.Numa tarde minha namorada contou que estavam todas em casa com meu amigo e o papo rolou para o sexo e elas confessaram que transavam todas com ele e entre elas, nessa tarde acabaram se tocando entre todas, sem que o dono da casa participasse.Me confessou que uma das primas tinha realmente um bucetão gostosisssima para ser chupada e que ela tinha chupado até ela gozar.Elas então começaram a falar de mim e minha namorada disse que a prima mais nova era meu tipo, pois além de um bucetão tinha uma bunda arrebitada como eu gostava e parece que os olhos das meninas brilharam. elas foram embora e de noite minha namorada me contou tudo.Minha mulher teve que sair cedo no dia seguinte e ao chegar na cozinha a dona da casa estava me esperando, não perdi tempo e puxei aquela delicia, começei a beijá-la , sentei-a em meu colo e começei a chupar aqueles peitões e a acariciar aquela bucetinha, ela colocou meu pau pra fora e começou a punhetar, foi quando minha mulher chegou e a anfitriã perguntou se poderia usar aquela pica, ela respondeu que sim e então a dona da casa caiu de boca numa chupada sensacional.Acabei comendo todas aquelas Baianas gostosas e principalmente a coroa que era um tesão.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Noiva de Um "Ex"-Amigo meu





      Trabalho em um escritório bastante conhecido em Porto Alegre, prefiro não dizer qual, mas onde tem acontecido coisas interessantes, Vou contar uma que aconteceu com Isabel, a secretária de um colega, que é noiva e muito timida.
   Como o noivo viaja muito, sempre que posso saio com ela para ajudá-la a escolher móveis, eletrodomésticos e toda essa parafernália para se montar uma casa.Isso já vinha acontecendo há algum tempo.
   Só posso dizer que essas saídas foram nos tornando mais intimos, principalmente porque, sendo mais velho e casado, tinha muito mais experiência que aquela guria de corpo escultural.
   É preciso dizer que, além de viajar muito, o noivo ainda morava em outro estado e eles só se encontravam uma vez por mês, o que a deixava louca de carência. Foi ela mesma que me disse. Mesmo quando o noivo a visitava, eram poucas as oportunidades para uns amassos, já que a familia estava sempre junto.
   Essa conversa me deixava de pau duro e no começo eu até tentava disfarçar mas ultimamente até ajeitava o pau por cima da calça e ela já percebia.
   Um dia voltando de uma festa da empresa, coloquei a mão em sua coxa, que estava exposta devido a saia muito curta, ela nem ligou e então pensei:É hoje. sem que ela percebesse, tirei meu pau pra fora e estava durissimo, e disfarçadamente puxei sua mão em minha direção, ela parou de conversar, ficou quieta por alguns instantes e falou:-isso não está certo. O Curioso é que ela continuava a segurá-lo, gentilmente puxei sua cabeça para meu colo, ela suavemente colocou a boca no meu pau e começou a sugar, ela chupava que nem criança quando chupa um sorvete ou um pirulito, acabei gozando naquela boquinha deliciosa, passei a alisar suas costas  e cheguei à sua calcinha, e percebi que estava molhada, passei então a bolinar seu sexo e ela gozou. Ela reclamou que eu gozava muito rápido e falei que era muito tesão reprimido por ela.
   Os dias passaram e um dia ela veio conversar comigo e a convidei para meu apartamento, ao chegar não resiti e a abraçei por trás, e ela sorrindo disse para mim não gozar tão rápido dessa vez, mas pediu que não lhe tirasse a virgindade que isso seria para o futuro marido, estranhei que fosse virgem mas pedi então que me chupasse bem gostoso para compensar. Brinquei um bom tempo com sua bucetinha respeitando seu pedido mas ela percebeu minha intenção e disse: vou te chupar um pouquinho e depois voçê pode comer minha bundinha, ficou de quatro com aquele bundão pra cima e falou que não era para enfiar tudo, obedeci, colocando só a cabecinha, mas ela acabou gostando tanto que disse para enfiar tudo, não podia negar aquele pedido e meti com vontade, gozei muito. Em resumo, ela casou mas continua transando comigo e agora como ela de tudo que é jeito...

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Que Trio



    Ano passado resolvi dar um tempo na correria do dia a dia, deixei para trás o sul e fui morar por um tempo no nordeste, aluguei um Chalé e ali revi toda minha vida. Nos primeiros dias percebi minha nova vizinha, tinha a pele bem branca para quem morava na beira da praia, mas tinha um corpo belissimo, seios grandes um bundão que de quatro devia ser uma beleza, e minha rotina passou a ser observar aquela mulher.Na primeira semana conheci uma garçonete que era a tipica nordestina, pele morena, bunda maravilhosa, seios pequenos mas lindos e foi inevitável que eu me encantasse com ela até esquecendo um pouco a nova vizinha.Convidei-a para ir ao meu chalé e ela prontamente veio, e como estava na beira da praia veio de biquini mesmo e nem ao menos se enrolou em uma canga, ou colocou um short, estava bem a vontade, e me deixou muito excitado.Elogiei aquele corpo comecei a brincar com a parte de cima do biquini e acabei soltando seus seios e juro que foi sem querer, mas saltaram aqueles peitinhos prontos para serem chupados, o que fiz sem pedir permissão, começamos um amasso quentissimo e tirei sua calcinha e surgiu uma bucetinha linda que prontamente cai de boca, ela só delirava, comi a morena de tudo que é jeito e terminei arrombando aquele cuzinho lindo. Ficamos conversando deitados e ao me levantar vi pela janela a vizinha na varanda apenas de biquini, aliás isso é normal por lá, afinal de contas a praia fica a alguns metros dos Chalés, mas eu não estava acostumado com aquele festival de corpos gostosos e meio que sai do ar observando a moça. Minha amiga que ainda estava deitada perguntou o que eu estava olhando, e eu apontei para a bela vizinha que estava ali até bem próxima de nós. Ela levantou e disse: Paty, já acordada? no que a vizinha se virou e com um lindo sorriso veio em nossa direção, a morena nos apresentou e só aí me dei conta que estava completamente nú, a vizinha com um sorriso lindo entrou no Chalé, me olhou nos olhos e perguntou: Posso chupar esse pauzão?olhei meio assustado para a morena que sorrindo me disse que eram amigas de infância e adoravam sexo desde muito cedo, então segurei o pau, ela se ajoelhou e começou a me chupar, mas a morena não resistiu e veio junto. Nossa, duas bocas, dois corpaços, ajoelhadas em minha frente, pensei que não fosse segurar, tirei o biquini da vizinha e cai de boca, a morena ainda disse que ela iria adorar minha lingua e ali fiquei brincando, mas eu queria aquele rabo que me encantou desde a chegada, pedi que ficasse de quatro e realmente era tudo que sonhei durante toda aquela semana, me posicionei e meti naquela rabo, que gostosa, como rebolava, como fodia, depois me deitei e pedi que ela sentasse em mim enquanto a morena colocasse a bucetinha no meu rosto, chupei com vontade, e dessa vez ela me lambuzou, muito xcitada com a amiga ali junto.ficamos ali toda a manhã, depois fomos a praia e voltamos a tarde e trepamos o resto do dia, estava no paraiso, eu e duas belas mulheres, e o descanço?foi pro espaço, voltei cansadissimo para casa e tive que tirar uma semana de férias....