Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Depois do acidente a Empregada e a sobrinha.

Fui fazer um trabalho cobrindo uma festa aqui na minha cidade, festa do peão, famosa por essas redondezas e em um determinado momento, sai um briga perto de onde estava, alguém me empurrou e já era, caí de uma altura de mais ou menos 4m, na hora senti uma dor aguda, que parecia não ter fim, alguém me pegou colocou sentado e saiu, eu não conseguia andar, nem falar, estava estático, chegou o SAMU e me levou, saldo da brincadeira, um braço quebrado, a outra mão com três dedos quebrados, e tornozelo torcido, cara, eu não sabia oq fazer, como vive um homem com suas duas mão inutilizadas?
No outro dia tive alta, fui pra casa pensando na câmera perdida e oque fazer pra tocar a vida naqueles 30 dias daquele jeito.
Cheguei em casa, minha mãe com seus afazeres, pediu pra empregada chamar sua sobrinha pra dar uma força e me ajudarem, nossa empregada era uma nordestina daquelas tipo a mulher do Lampião, a Maria Bonita, dava medo de falar com ela, pela sua cara de braca, mas ela era gatona, quarent…

Adivinha o que é?

Eu estava de bobeira em casa, deitado na rede, só olhando as vizinhas brincando no quintal ao lado, então começei à observar melhor e percebi como estavam gostosas aquelas meninas que eu ví crescer.
   Sempre me dei muito bem com elas, brincava de molhá-las com a mangueira, comprava sorvete e assistia filmes com elas aqui em casa, mas naquela tarde começeià ficarcom um tesão enorme.
   Elas eram quatro e cada uma diferente da outra, todas com o corpo em formação, mas deliciosas, com exceção de uma que era do tipo magrinha.
   Começou uma chuvarada tremenda e elas começaram à correr e rolar na grama como se fossem crianças, as camisetas ficaram coladas nos corpos, revelando aqueles seios de todas as formas e tamanhos, fui ficando cada vez mais interessado naquela brincadeira, uma delas resolveu tirar o short que estava e ficou só com uma calcinha vermelha quase toda enterrada na bunda.As outras resolveram fazer o mesmo, logo quatro ninfetas desfilavam no jardim ao lado, só de t…

Pagando com o Corpo

Como já escrevi em outro conto, durante um bom tempo trabalhei em Rádios aqui no meu estado, primeiro como operador de áudio, depois como locutor, e numa dessas rádios tínhamos um programa de variedades em que todos os locutores participavam, eram quatro homens e apenas uma mulher, aliás, uma mulher que era uma verdadeira delicia, tipo Viviane Araújo no auge da forma e com um rosto lindo.
   Num dos programas me foi revelado que a cada atraso teriamos que pagar uma taxa para a "caixinha"da rádio, só que a "delicia"começou a atrasar quase todos os dias, então num dos programas um dos colegas falou que como ela era mulher(olha o preconceito), teria que pagar a divida com o corpo, e todos nós rimos muito, afinal de contas nosso colega era muito divertido com suas tiradas, a delicia tambem riu muito e respondeu que faria isso com certeza, já que devia muito para a nossa "caixinha". Saímos dali, mas eu fiquei com aquela resposta na cabeça, será que ela…

Empregadinha Gostosa

Eu tinha 14 anos e minha mãe resolveu contratar uma nova empregada, nossa como eu gostei desse dia, ela chegou em casa já à noite e fiquei prestando atenção à todos os seus movimentos, fiquei tarado por aquela mulher. Meus pais saiam cedo para ir trabalhar e eu corria para a cozinha para ver a empregada, ela tinha uns 20 anos e era bastante bobinha para a idade, não era linda mas tinha um corpo que me deixava louco, seios médios e lindos, e era tambem bastante safadinha, fingia que não gostava da minha presença, que iria contar pra minha mãe, mas no fundo ela gostava.Eu aos poucos fui me soltando em relação à ela, agarrava por trás, de pau duro, enquanto minha mão esquerda segurava seu peito gostoso, a mão direita procurava seu sexo, ela fingia tentar se soltar, mas delirava com meus toques, e nunca saia de perto de mim. Um dia acordei e vi que meus pais nào estavam em casa e corri para o quarto dela que se arrumava para o dia de trabalho, tirei meu short e entrei no pequeno…