Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Um Natal com uma "Mamãe Noel"

Ele era um daqueles caras que detestava natal , final de ano e demais festas que não fizessem sentido, mas naquele ano tudo começou a mudar quando ele conheceu sua nova vizinha. Foi assim, um dia saindo de seu apartamento deu de cara com uma morenaça de fechar o comércio. Alta , cheia de curvas,um mulherão, uma verdadeira modelo de revistas. Mas naquele momento o que mais chamoui a atenção dele não foi aquele corpaço mas sim aquele olhar triste de quem sente falta de alguma coisa na vida.No primeiro encontro apenas uma troca de olhares e um " oi" bastante timido da parte dos dois.Mas isso iria mudar em breve.
   naquele ano, como havia feito nos últimos cinco  ele iria passar tanto o natal como o final de ano sozinho em casa terminando seus trabalhos.e foi nessa hora de muito silêncio no prédio que ele ouviu alguem soluçar. Foi até a sacada e ao olhar para a sacada ao lado lá estava ela, toda de vermelho, sentada no chão chorando aos soluços. Ao ver o vizinho olhando…

O Começo

Começou à se arrumar, buscou sua melhor lingerie, aquela lilás que cobria boa parte dos seios e que tinha a calcinha minúscula, que evidenciava aquela bunda fenomenal na parte de trás e na medida perfeita na parte da frente. Enfim, estava uma delicia e pronta para a noite de sexo. O que ela não sabia era que um de seus amigos era um rapaz super dotado e que tinha fama de "rasgar"suas parceiras com seus 30cm de "ferramenta", mas isso ela descobriu horas mais tarde. Quando ele colocou lentamente aquilo tudo entre suas pernas, ela pensou que se contassem à ela ,certamente ela não acreditaria,mas estava acontecendo naquele momento.Ela gostou, chegou à se sentir "rasgada", mas adorou, ela era uma putinha e gostava disso, mas ele queria mais, ele queria aquela bundinha perfeita, e conseguiu, aí sim, ela viu o que é sentir dor...

A Gostosa da Fila

Se conheceram numa fila de banco, na verdade num tumulto que se formou enquanto esperavam na fila de um banco. Ela na frente dele e ele ali, encoxando aquela desconhecida, qu depois descobriu era bem gostosa. A entrada estava bem dificil naquela sexta feira, o que fez com que demorassem muito e a encoxada só foi se tornando cada vez mais prazeirosa. Ele foi se entusiasmando e chegando cada vez mais perto, sentindo cada vez mais aquele corpinho à sua frente. Ela por sua vez, tambem estava gostando daquele pequeno jogo de sedução, ia aos poucos jogando o corpo para trás e proporcionando prazer ao seu novo amigo. ficaram nesse joguinho erótico por algumas horas, até que ele resolveu começar a usar as mãos, então percorreu aquele corpo pouco à pouco deixando-a cada vez mais excitada, depois assistiram ao evento e sentaram um ao lado do outro e começaram então a se conhecer e o convite para o motel veio logo em seguida, onde aqueles corpos em chamas destilaram sexo por todos os por…

A Coroa

E lá estava ela,já era coroa, beirava os sessenta anos, mas que mulher..., sensual, cheia de curvas, fala mansa e suave, e uma cara de sem vergonha como poucas vezes ele havia visto.
   estavam juntos em uma palestra em um grande hotel da capital, sentaram lado à lado, e como ele estava sempre escrevendo, isso acabou chamando a atenção da bela senhora.
   Então ela não resistiu e perguntou, o que ele tanto escrevia, ele respondeu que eram pequenos contos eróticos inspirados em belas mulheres que conhecia no dia a dia, ela suspirou profundo e perguntou, mas de que tipo? e ele já sentindo que a partida estava ganha respondeu: -do tipo que acaba em sexo bem gostoso, ela então perguntou sobre quem seria aquele conto ali especificamente e ele estufou o peito e disse em seu ouvido: -esse é contigo.
   A moça disse que estava hospedada no 34 e ele subiu com ela....



                                                                                                                      By …

Outra Coleguinha-By K-ren-t

Estava calmamente escrevendo um conto quando uma colega sentou-se ao meu lado, e se espantou ao ler o que eu fazia. Vale dizer que não era nem uma daquelas gostosonas, era magrinha e extremamente simpática e falante.
   Nesse dia ela estava com um decote generoso que mostrava os contornos de seus belos seios, até que bem grandes para uma moça tão magrinha.
  Ela sentou-se ao meu lado encostando seu seio direito em meu braço esquerdo, comecei a gostar daquilo, a cada encostada em mim, eu ficava mais animado e dava uma olhada em seus belos seios, através do decote é claro, que quase saltavam da blusa.Outra coisa que a bela fazia era tocar minha coxa cada vez que falava ou comentava algo sobre o texto, e cada vez mais aproximava a mão do meu sexo já durissimo.
   Eu então fui me animando e enquanto contava os detalhes dos contos, comecei à colocar a mão em sua coxa sempre que fazia algum comentário, fui me animando e ela tambem, e em dado momento ela colocou a mão sobre meu sexo…

Coleguinha

Desde o primeiro dia ela me chamou a atenção, um bom papo, inteligente, vinha da capital federal e era bem articulada para falar, poucas vezes conheci alguem assim em que o papo flui naturalmente e com ela foi assim.
   Ao descrevê-la vai parecer mentira, mas acima de tudo ela era o meu tipo de mulher, este'ticamente falando, rosto bonito, seios médios para grandes, pernas bem torneadas e uma bunda maravilhosa e arrebitada, embora ela fosse do tipo magrinha era um bundão.
   Estávamos sempre juntos, foram cerca de dois meses juntos todos os dias e a aproximação foi inevitável. Fui me aproximando lentamente e conquistando sua confiança.
  Lá pelo décimo dia, convidei-a para ir láem casa, pois queria mostrar algumas coisas relativas às aulas que estávamos tendo, tambem fui mostrando meus discos, meus livros, minhas revistas e foi aí que a coisa começou a ficar boa, pois ao ver algumas revistas eróticas ela perguntou porque tanta revista sobre aquele assunto e eu respondi que …

Patricia(1)-A Fita

Patricia é uma loira tipo Sheila Carvalho. com um corpo de dar inveja , e como gosta de meter, ela para é insaciável, não é fácil satisfazer- la ,sempre que a safada me liga, já sei, é pra dar uma , eu não perco tempo ,vou na hora , de uns tempos para cá a safada começou a inovar . ela gosta de se ver no espelho , então comprou uma câmera para filmar as nossa metidas e não é  que as filmagens ficaram boas? , como não podia ficar se ela é uma puta gostosa . certo dia ela deixou o Dvd no carro ,e manda lavá-lo, quando chega em casa ela percebe que o Dvd não está no carro e volta ao lava- rápido, pois já sabe, no minimo eles tiraram do carro para lavar e esqueceram de recolocar .chegando ao lava rápido ela vai entrando e vê que está tudo parado, que o expediente terminou e vê que alguns  funcionários estão na sala de espera assistindo a tv. ela entra e vê que eles estão vendo seu filme. Patricia não sabe se briga com os caras ou vai embora e deixa seu filme la , pensa:-e se eles c…

A Mãe Deliciosa do Zeca

Sempre vivi rodeado de mulheres bonitas e gostosas,sabe como é, mas poucas vezes aproveitei  isso. Nas vezes que aproveitei foi devido aos amigos e foi inesquecível. Por exemplo, meu amigo Zeca tinha em casa cinco belas mulheres, duas irmãs mais velhas e duas mais novas além da mãe dele que era uma coroa deliciosa.e melhor ainda, viúva. Um dia cheguei cedo do treino de atletismo e fui direto pra casa do Zeca contar as novidades, entrei direto pois sempre me senti em casa naquela casa que era colada na minha.Como não vi ninguém pela casa fui direto e aproveitei o chuveiro de lá que era bem melhor que o meu, tomei um belo banho e sai pela casa pelado mesmo, afinal não tinha ninguém. Acontece que eu estava super excitado e ao passar pelo quarto da mãe do Zeca, dei uma espiada e me surpreendi ao ver que ela estava em casa, ela me chamou e eu disse: -perai que vou colocar uma roupa, e ela respondeu que queria falar comigo assim mesmo.Então pensei, vou levar uma bronca, e foi o que acontece…

Vivi Boquete

Resolvi contar minha primeira experiência sexual que aconteceu há muito tempo, eu vivia sempre com uma turma de garotos da minha idade.A turma era formada por mim e mais quatro amigos e Vivi, uma vizinha muito chata, que sempre estava com a gente. Tudo que fazíamos Vivi fazia junto, até que chegou a época das descobertas sexuais, consequentemente a masturbação. Foi aí que a turma descobriu que a chata da Vivi, poderia nos ajudar. Começou assim, estávamos contando histórias que havíamos lido nesses sites de contos eróticos, e cada um estava com o pau mais duro que o outro, foi quando o Pedrinho falou para a Vivi que se ela quisesse continuar nossa amiga, teria que nos masturbar, ela nem pensou duas vezes, só perguntou como teria que fazer e já foi pegando no pau do Pedrinho e começou a punhêtá-lo, a turma ficou ainda mais excitada(se é que isso era possível), e um à um fomos pedindo aquela “punhetinha amiga”, e ela fazia, parecia estar muito à vontade, foi então que tive a ideia de…