Rota RGB 05

Rota RGB 05
Siga a Rota RGB 05

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Mulher de Amigo...

       Tinha um amigo que com o tempo acabou virando outra coisa, era daqueles parceiros, mas que passou muitas dificuldades na vida e quando começou a ganhar dinheiro se tornou insuportável, acabei me afastando, mas a amizade com sua mulher continuou, e que mulher...
   A mulher de meu amigo nunca tinha me notado do jeito que eu queria, ela era daquelas mulheres gostosas mas que ao primeiro contato não chamava a atenção. Tinha quadris largos e uns seios maravilhosos. Certo dia bati em sua porta para pegar algo emprestado e ao me aproximar ouvi gemidos, pensei que meu amigo tinha ficado em casa, voltei para meu carro e esperei um pouco, depois de um tempo ví um homem saindo pela porta dos fundos e então toquei a campainha, ela demorou a atender e quando apareceu estava de roupão dizendo que devido ao calor tinha ido tomar um banho.Peguei o que fui buscar mas fiquei curioso com aquela situação e passei a vigiar aquela bela mulher.
   Certo dia fiquei na janela e ao ver o tal sujeito entrar me escondi com uma posição privilegiada, e ví que ao entrar ele deu um beijo naquela boca e encheu a mão naquela bunda volumosa que agora eu já olhava com outros olhos.
  Dali foram para o quarto e continuaram os amassos e foi quando tive certeza do que realmente acontecia naquelas tardes e fiquei excitadissimo com minha "amiga".
  Numa das tardes esperei o sujeito sair e toquei a campainha e já entrei dizendo que aquilo não era certo com meu amigo, ela começou a chorar e confessou que o marido não a procurava mais, então a abracei, enxuguei suas lágrimas e confessei que tinha ficado muito excitado vendo ela ser enrabada pelo amante, ela respondeu que adorava aquilo e que não sabia que eu a desejava assim e começou a brincar mostrando seu corpo que estava coberto apenas por uma camisola curta.
   Ela dizia assim: -quer dizer que esses seios te excitam? e mostrava aqueles peitões, então se virou e mostrou a bunda exposta por uma minuscula calcinha, e dizia: -e minha bunda é tão gostosa assim?. Não resisti e fui pra cimae beijei todo aquele corpo me concentrando naqueles seios enormes, chupei um a um demoradamente, botei o pau pra fora e fiz uma espanhola sensacional e então pedi que ela me chupasse e ela engoliu tudo com muita sensualidade, jorrei naquela boquinha e confessei que era louco por aquela bunda, ela se posicionou de quatro e comi aquele rabo tanto desejado tambem com muito carinho, ela gemia baixinho e pedia mais, nem preciso dizer que ela largou o amante e virou exclusividade minha.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Quando Eu era Padre

         Me formei em teologia e como teria que fazer um estágio, preferi ir para o interior do meu estado e no momento que eu estava só pensava em passar boas lições e meditar muito para que o sonho de ser realmente um padre pudesse virar realidade, o problema era que eu apreciava e muito a beleza feminina e isso era uma barreira que eu teria que transpor e  até por isso preferi uma cidade pequena para que não sofresse com as tentações do corpo, principalmente o meu.
    Cheguei na cidade e prontamente fui até a paróquia local que era bem pequena mas muito organizada, tomei um banho e fui conhecer a cidade e em cada canto que eu chegava e me apresentava como no padre eu era muito bem recebido, notei que por ser uma cidade litoranea, as mulheres andavam muito a vontade e isso por um certo momento me deixou um pouco inseguro, mas fazer o que era normal por ali que se vestissem assim.
   Almoçei e aproveitei para conhecer a biblioteca e a sala de meditação e ali fiquei por alguns instantes, até que bateram na porta, era uma mulher belissima, com um vestidinho tipo saida de banho com um tecido bem leve que dava para perceber que por baixo vestia um minusculo biquini preto.Acenei para que ela entrasse e continuei minha leitura e meditação, ela então chegou mais perto e me pediu que a ajudasse a encontrar um livro, fomos então até as estantes para buscar o tal livro, me posicionei atrás dela para pegar um livro no alto da estante e ela veio com seu corpo de encontro ao meu, nem preciso dizer que ruborizei na hora e começei a ficar um pouco suado, ela disse que não era esse o livro e se afastou um pouco em direção a outra estante, e então mais uma vez ela roçou a bunda e devo dizer que era um bundaço, mas aí meu pau endureceu e dessa vez não fiz questão de me afastar e fiquei ali pagando para ver, eu estava vestido com uma camiseta e uma calça de abrigo, então a abraçei por trás e segurei seus belos seios que mal cabiam em minhas mãos, ela então se virou e começamos a nos beijar loucamente, ela segurou meu pau por cima da calça, depois se ajoelhou e colocou todo na boca e me chupou  deliciosamente, gozei naquela boquinha e me afastei para trancar a porta, voltei peguei aquela deusa no colo e a coloquei em cima da mesa de leitura, tirei seu vestidinho, afastei aquela calcinha e começei a chupar aquele sexo já molhado, virei ela de frente pra mim, tirei sua calcinha, coloquei no meu bolso como lembrança e aí sim arregaçei aquelas pernas e chupei com vontade aquela gostosa, chupei aqueles seios grandea e firmes, beijei muito aquela boquinha gulosa e introduzi naquela bucetinha gostosa, ela gemia como uma gata no cio, bombeei muito, peguei ela no colo e pedi que ficasse de quatro numa poltrona que tinha ali, ela não negava nada se posicionou, peguei uma vaselina que usava para fazer massagens untei aquele rabinho e meti suavemente me deliciando com cada centimetro que entrava, ela rebolava muito e acabei gozando de novo, aí acabou meu gás, ela se arrumou e fiquei como disse antes com aquela calcinha de recordação, ela acabou virando minha amante, descobri depois que era casada. Fiquei durante dois anos naquela cidade e acabei desistindo da vida religiosa, mas as mais gostosas da região acabei comendo sempre com muito carinho, elas me adoravam, principalmente minhas missas que estavam sempre cheias.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A Sogrinha na Praia

     Estávamos na praia eu, minha namorada, minha cunhadinha, meu sogro e a deliciosa da minha sogrinha, o detalhe é que quando eu estava com minha sunga notava os olhares de minha sogra em direção a meu sexo, na beira da praia eu usava óculos escuros para ficar admirando aquela delicia que assim não percebia que eu á olhava e notava seus olhares tambem, mesmo que as vezes ela tentasse disfarçar. Minha sogra é uma morena gostosa de 41 anos e tem um rabão que parece ter nascido para ser penetrado, seus seios eram grandes e firmes apesar da idade e dos filhos e ela ainda tem a mania de usar aquelas blusinhas coladas ao corpo que realçam ainda mais aqueles verdadeiros melões, sem contar o desenho de seu sexo que fica estufado naqueles biquinis que ela usa. Numa madrugada acordei para ir no banheiro e ví essa cena acima, ela só com uma calcinha enfiada naquele bundão, uma delicia, se revirava na cama, nesse dia ela estava sozinha pois meu sogro tinha voltado para a cidade para seu trabalho, fiquei por um tempo espiando aquela gostosa e voltei pro meu quarto. Um pouco mais tarde percebi que alguem me observava na porta, eu estava só de cueca devido ao calor mas já estava com muito tesão depois de ter visto aquela bela morena esticada na cama tão pertinho, meu sexo estufava a cueca, notei que ela foi entrando no quarto e foi chegando perto de mim, agora ela vestia um baby doll transparente e aqueles seios quase á mostra estavam me deixando louco, ela se aproximou e começou a tocar meu sexo suavemente, tirou para fora da cueca e começou a dar umas leves lambidinhas, ao ver que eu não acordava ela foi sendo mais ousada e começou a mamar com vontade, e então não consegui mais fingir que dormia, abri os olhos e a encarei, ela se assustou e me disse que havia perdido a cabeça, pois havia casado virgem e sempre quis chupar um pau mas seu marido achava isso coisa de vagabunda e confessou que ficou me olhando toda a semana e começou a imaginar como seria me dar uma mamada, pediu que eu não contasse para ninguem que não faria mais aquilo, então eu disse que adoraria que ela sempre fizesse aquilo ela era ótima naquilo, ela imediatamente caiu de boca de novo e acabei gozando em sua boca, ela engoliu tudo e continuou chupando, até que eu ficasse excitado de novo, pedi que ficasse de quatro tirei sua calcinha e chupei aquele sexo gostoso e confessou que nunca tinha sido chupada, fizemos um delicioso 69, lambi seu rabão e pedi para enfiar ali, ela disse que tinha medo, que eu iria rasga-la, mas eu com muito cuidado passei um gelzinho e então inaugurei aquele buraquinho e ela acabou se transformando em minha amante, até hoje como aquela gostosa e é cada vez melhor

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Minha Vizinha fez a festa da Gurizada...

    Eu e alguns colegas iriamos ser reprovados em geografia, mas o professor que era super gente boa disse que se fizessemos um trabalho sobre ecologia teriamos uma boa chance de evitar a repetição de ano e assim fizemos. Pedi a meu mãe que pedisse emprestado para nossos vizinhos o sitio que eles tinham próximo de nossa cidade para que a turma pudesse fazer o tal trabalho, só que só doze foram autorizados a viajar, o detalhe é que a minha vizinha estaria lá ára abrir a casa e eu sabia que ela era muito gostosa e até fiquei meio constrangido quando soube que estaria por lá, mas fazer o que? la era a dona da propriedade, então fomos.
   O Motorista do ônibus nos deixou no portão e disse que voltaria para nos buscar no final da tarde, então entramos correndo como crianças pela casa que era bastante grande. Ao chegarmos próximo à piscina uma visão dos deuses, minha vizinha estava deitada de bruços com um biquinizinho enfiado naquele bundão gostoso, todos pararam para apreciar aquela bela visão, ela se levantou e veio cumprimentar um a um e quando me viu me deu um caloroso abraço e aproveitei tambem para abraçá-la bem forte, a parte de cima do biquini era tambem minuscula e só tapava os mamilos e eram uns peitões...
   Meus colegas comentavam como minha vizinha era gostosa, e ela muito simpática sorria para todos até resolveu entrar na piscina tambem e participar do "bobinho" que faziamos. Só que a cada pulo ela tinha que ajeitar o biquini que insistia em deixar seus seios de fora e ela surpreendentemente resolveu tirar a parte de cima deixando aqueles belos e grandes seios de fora, aí a gurizada enlouqueceu, ela então saiu da piscina e foi fazer um suco, mas notei que um dos colegas a seguiu e eu fui por trás da casa ver o que ele faria, ela se ajoelhou em sua frente e começou um boquete de mestre, não sabia que minha vizinha era putinha assim, meu colega saiu e em seguida veio outro e assim foi sucessivamente, até que chegou minha vez, entrei tranquei a porta e disse:-Teu marido sabe disso? e ela disse claro que não, pedi que me chupasse daquele jeito mas disse tambem que só um boquete não me deixaria satisfeito, tirei sua tanguinha e pedi que ficasse de quatro e comi a melhor bunda na minha vida(até então). Ao voltarmos pro ônibus todos estavam sorridentes e felizes, pois tinham gozado naquela boca safada, mas eu era o único que tinha comido a gostosa.
   Na semana seguinte ao passar por ela no prédio ela pediu que eu fosse conversar com ela no final de tarde e ao abrir a porta estava só  de calcinha, me contou que o marido tinha ido viajar e estava sozinha, que sacrificio, passei a comer aquela gostosa quase todos os dias