Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Prima Tesão

Ela sempre foi minha musa. A primeira masturbação foi pensando nela, sempre ficava excitado pensando nela, o tempo passou, ela casou, teve filhos, mas continuava um tesão. Como eu era um de seus primos preferidos(pelo menos ela dizia), era sempre convidado à ir pra praia com ela, e lá ia eu com minha mochila. O marido era muito ausente, sempre interessado em ter mais e mais e o filho estava indo para o mesmo caminho, passsavam o tempo todo viajando.
    Um dia , brigaram feio e foram embora da casa de praia, o marido e o filho, a filha muito companheira da mãe resolveu ficar. Já estava tão gostosa quanto à mãe, mas meu tesão ainda era maior pela mãe, não tinha jeito. À noite começamos à conversar e confessei que ela era a musa de minhas "punhetas", desde a adolescência, ela disse não acreditar, então falei que a primeira vez que à ví com um biquini pequeno cheguei a me masturbar três vezes seguidas, ela duvidou, aí provoquei dizendo que gostosa do jeito que ela e…

Colega de Trabalho

E lá estava ela...Ele nunca imaginou que fosse "aquilo tudo'. Claro que de uniforme ela até que era gostosinha, mas ao vê-la na rua com aquela calça justa, de top, tendo suas formas realçadas, era uma loucura.     Ele não resistiu e foi falar com ela, pelo menos ver se ela lembrava dele, haviam trabalhado juntos por um mês e conversavam muito naquela época, era das poucas colegas que lhe dava atenção.    Chegou perto deu um "oi" e perguntou como estava a vida e ela começou a contar que tinha acabado o namoro e que agora estava disponivel, a solta no mercado e toparia qualquer aventura. Ele com muita cautela perguntou se "qualquer aventura"incluiria um ex-colega de trabalho, ela sorriu e disse que estava aberta para tudo, foi etão que ele resolveu investir. Chegou junto à seu ouvido direito e disse que ela era o tipo de mulher queno enlouquecia só de olhar, e assim o papo foi rolando, cada vez mais animado e excitante, até que ele resolveu fazer …

A "Poupinha"

Mariazinha tinha crescido e não se dava conta que agora era um mulherão e continuava à andar com suas saias curtas pelas ruas de sua pequena cidade do interior. Os olhares sempre se dirigiam para aquela "poupinha"que surgia por baixo da pequena sainha que ela usava . Sem se importar com os olhares ela ia e vinha pro colégio sempre pelo mesmo caminho, mas quando chovia ela tinha que pegar aquele ônibus lotado. A primeira vez que subiu no coletivo sentiu algumas "mãos bobas", mas não deu muita importância, afinal aquele ônibus estava lotado. Com o passar do tempo e com a chuva que caia na região, mariazinha teve que pegar cada vez mais o coletivo, e aí é que ela começou a perceber que atraia a atenção de muitos...
   Numa segunda feira à tarde ao pegar o coletivo, mariazinha pensou até em desistir, mas ela havia se preparado para aquele momento, estava com sua calcinha nova, do tipo "asa delta", bem enfiadinha naquela polpuda bundinha.E dessa vez ela …

A Gordinha da Padaria

Ela não era muito gorda, mas a gurizada massacrava seus ouvidos chamando-a de "baleia", e mesmo que eu pedisse que parassem com aquilo eles não perdoavam e com certeza jamais transariam com ela, mas ela tinha algo de especial e eu estava cada vez mais encantado por ela.Na nossa turma, como em qualquer turma, tinha o garanhão, aquele que pega todas, não perdoa nehuma, mas o da nossa turma tambem não encararia a "gordinha".Mas ela tinha muitos encantos, principalmente as pernas, e que pernas, verdadeiros coxões, que me enlouqueciam só de imaginar.Comecei a namorar a "gordinha", mas o caso não foi muito longe, eram apertões, beijos ousados, pequenas chupadinhas em seus peitões,mas nada muito sério, o romance acabou e nunca mais à ví, até esse verão em Tramandaí.
   Estava eu ali observando aqueles belos corpos sob o sol e uma morenaça de parar o trânsito nào tirava os olhos de mim, até olhei para trás achando que ela olhava para outra pessoa, mas const…