Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

A Coroa Lojista

Aquela lojista era a alegria do bairro por seu corpo escultural, mas nunca era vista com ninguem. Era uma cena indescritivel quando ela passava pela rua, os homens imediatamente viravam para ver aquela bunda maravilhosa, um verdadeiro bundão. Um dia ao passar em frente á sua loja ela me chamou para conversar e me confessou que se tivesse que se envolver com algume do bairro seria comigo, aí me empolguei, afinal de contas achava um pedaço de mulher. agradeci aos elogios e olhando bem seu corpo comecei a elogia-la ao pé de seu ouvido, primeiro seus olhos que tinham uma força tremenda, depois seus seios que por baixo da blusa dava para perceber que eram fimes e rijos, depois aquelas pernas bem torneadas e por fim a bunda, a aquela bunda era uma perdição. disse à ela que sempre fui apaixonado por ela(a bunda é claro) ao que ela me revelou que só estava esperando uma oportunidade de me confessar e eu adorei aquele papo e de sopetão beijei aquela boquinha carnuda, beijei seu pescoço, …

Minissaia Curtíssima

Ela usava uma microssaia, e olha que eu já tinha passado por ela algumas vezes, mas dessa vez estava demais e o momento ajudou. Não que eu pensasse em algo mais audacioso, mas aconteceu, fazer o que.
  Entrou no mesmo ônibus que eu e com aquele movimento de hora do pique, acabou ficando na minha frente e foi inevitável uma ereção, até me esquivei algumas vezes mas nào resisti aquele corpinho ali colado ao meu e que com o movimento do coletivo fazia ela se jogar contra mim. Por puro instinto acabei roçando as costas da mão contra aquela bundinha perfeita, vi que não esboçava reação entào comecei a ser mais atrevido e em pouco tempo já acariciava aquela gostosa com a mão cheia, ela apenas olhava para trás e sorria. Como eu tinha que me segurar pelo balanço daquele ônibus, eu ficava com apenas uma das mãos para as caricias, mas eu estava craque nisso e aproveitei ao máximo tendo inclusive introduzido os dedos entre suas pernas.Ela apoiava a cabeça em meu ombro e suspirava. Foi qu…